https://www.humaniamor.com.br

História do Reiki: Quando ele Chegou no Brasil e Muito mais

História do Reiki

Em nossa busca constante por saúde e harmonia, muitas vezes nos voltamos para métodos que se originam de tempos remotos, buscando soluções que vão além do alcance da medicina convencional. Nesse cenário, o Reiki surge como uma prática que não apenas acalma os sentidos, mas também tem uma história rica e fascinante que poucos conhecem em detalhes.
Você sabe qual é a história do Reiki? E desde quando ele desembarcou no Brasil? Essas e outras informações são importantes tanto para quem já pratica o Reiki e também para quem está pensando em incluí-lo na rotina diária.

A seguir, você saberá mais sobre a história do Reiki, incluindo de onde ele veio e como ele chegou por aqui.

Quando começou a história do Reiki no Brasil?

A história do Reiki começou no início do século 20, no Japão, pelas mãos do mestre Mikao Usui. Inspirado por sua busca pessoal por compreensão espiritual e cura, Usui desenvolveu o sistema de cura energética que conhecemos como Reiki. Essa abordagem rapidamente se espalhou para outras partes do mundo.

No Brasil, o Reiki desembarcou pela primeira vez nas décadas de 1980 e 1990, quando a busca por terapias alternativas estava em ascensão. A abertura para práticas holísticas e o desejo de alcançar bem-estar de maneira integral permitiram que o Reiki encontrasse um solo fértil aqui.

Desde então, a prática tem ganhado adeptos e praticantes em todo o país, contribuindo para a crescente conscientização sobre a importância da harmonização energética.

O Reiki tem a aprovação da OMS? 

Embora o Reiki não seja reconhecido como uma prática médica convencional, é importante notar que a Organização Mundial da Saúde (OMS) reconheceu a importância das terapias complementares e alternativas, incluindo práticas de cura energética como o Reiki, no apoio ao bem-estar geral e à qualidade de vida.

Em 2007, a OMS deu um passo importante ao reconhecer o Reiki como uma terapia complementar no tratamento da dor. Esse marco representou um reconhecimento significativo da capacidade do Reiki de contribuir para o bem-estar físico e emocional das pessoas.

Não apenas isso, mas em 2017, o Reiki deu um grande salto na sua jornada de reconhecimento ao ser incluído na Política Nacional de Práticas Integrativas e Complementares (PNPIC) do Ministério da Saúde do Brasil. Isso resultou na possibilidade de oferecer sessões de Reiki pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

Qual o profissional que pode aplicar Reiki?

Uma das belezas do Reiki é a sua acessibilidade. Ele não requer equipamentos elaborados nem uma formação médica extensa. Então, qualquer pessoa que tenha sido sintonizada e treinada por um mestre de Reiki qualificado pode praticar a técnica.
A flexibilidade no perfil dos profissionais que podem aplicar o Reiki reflete a natureza aberta e holística dessa prática. Não é necessário um diploma médico para canalizar a energia do Reiki, embora seja fundamental passar por um treinamento adequado e receber a sintonização de um mestre credenciado.

É importante, no entanto, buscar um mestre de Reiki experiente e credenciado para receber a sintonização e a orientação adequadas.

Agora que você já conhece a história do Reiki e suas raízes profundas, pode perceber o impacto dessa prática milenar em nosso mundo contemporâneo. Das antigas tradições à sua inclusão nos sistemas de saúde modernos, o Reiki nos ensina que a energia universal e a intenção curativa transcendem as fronteiras do tempo e da cultura.

Os cursos da HumaniAmor oferecem uma jornada profunda no Reiki, capacitando você para se tornar um praticante qualificado. Basta acessar o site e conferir a agenda!

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!

0 comentários

Enviar um comentário

Loading...