https://www.humaniamor.com.br

Astrologia Védica: Saiba tudo sobre a Astrologia Indiana

Astrologia Védica

Assim como o céu estrelado causa fascinação em todos os povos, é natural que diferentes culturas tenham desenvolvido abordagens distintas em relação à interpretação deles. Por exemplo, você já ouviu falar na Astrologia védica?

A Astrologia védica é uma arte ancestral indiana que mergulha nas profundezas do cosmos em busca de respostas sobre quem somos e para onde estamos indo. Ao explorar os conceitos de carma, planetas regentes e mapas astrológicos, ela permite ter uma visão única e holística sobre a vida.

Abaixo, você verá mais sobre a Astrologia védica, incluindo como ela se diferencia da ocidental e de quais formas interpreta-la.

O que é Astrologia védica?

A Astrologia védica, também conhecida como Jyotisha na Índia, é um antigo sistema de conhecimento indiano que utiliza o estudo das estrelas para entender as influências cósmicas sobre as vidas das pessoas. Essa prática tem como objetivo oferecer direcionamentos e orientações sobre a vida, além de fazer previsões sobre áreas como relacionamentos, saúde e carreira.

A palavra “veda” significa “conhecimento” e “astrologia” refere-se ao estudo das estrelas. Ao unir esses conceitos, temos a astrologia védica, que analisa as luzes emanadas pelo Universo, incluindo estrelas, planetas e astros, e sua influência nos seres humanos.

Para descobrir o seu signo na Astrologia védica, basta saber a sua data de nascimento. Cada signo tem características específicas e é regido por um de seus planetas. Por exemplo, o signo Mesha é regido por Marte e representa pessoas originais, determinadas e comunicativas. Já o signo Vrishabha é regido por Vênus e representa pessoas emocionadas e com foco na independência.

Como a Astrologia védica se diferencia da ocidental?

Apesar de a Astrologia védica ser semelhante à ocidental em muitos aspectos, existem diferenças significativas entre os dois sistemas.

Enquanto a Astrologia ocidental é baseada principalmente nos planetas, a Astrologia védica utiliza as estrelas como referência. Além disso, a astrologia védica leva em consideração o conceito de carma, ou seja, as ações de vidas passadas que influenciam a vida presente de uma pessoa.

Outra diferença importante está nos planetas regentes. Enquanto a Astrologia ocidental utiliza 12 astros como planetas regentes, a astrologia védica usa apenas sete: Sol, Lua, Marte, Mercúrio, Júpiter e Vênus.

Com base nesses planetas, são criados diferentes mapas, como o mapa natal, o mapa lunar e o mapa solar, que oferecem informações sobre aspectos como família, carma, saúde, profissão, casamento e vidas passadas.

Astrologia ocidental é baseada principalmente nos planetas, a Astrologia védica utiliza as estrelas como referência. Imagem: Academia Brasileira de Astrologia Védica/Reprodução

Como interpretar a Astrologia védica?

A interpretação da Astrologia védica pode ser bastante útil para inúmeras áreas da vida, inclusive para o autoconhecimento e para os relacionamentos.

Para começar, o estudo do mapa natal é fundamental, já que ele oferece informações sobre a personalidade, habilidades e pontos fortes e fracos de uma pessoa. Ao compreender esses aspectos, é possível ter um melhor entendimento de si mesmo e trabalhar no desenvolvimento pessoal.

Além disso, a análise do posicionamento planetário no momento do nascimento permite identificar como cada planeta influencia áreas específicas da vida, incluindo relacionamentos. Com esse conhecimento, é possível direcionar esforços para nutrir relacionamentos e expressar amor de forma mais consciente, por exemplo.

Por fim, a Astrologia védica também é útil para avaliar a compatibilidade entre duas pessoas, como a sinastria amosa. Ao comparar os mapas natais, é possível identificar afinidades e desafios potenciais, o que ajuda a compreender os pontos fortes e fracos do relacionamento.

Como calcular os signos na Astrologia Védica?

Agora que entendemos o que é a Astrologia Védica e suas raízes profundas, é importante compreender como calcular os signos nesse sistema astrológico. Diferentemente da Astrologia Ocidental, que se baseia em planetas e datas específicas, a Astrologia Védica utiliza as estrelas e um sistema sideral para determinar os signos astrológicos.

O primeiro passo para calcular seu signo na Astrologia Védica é saber sua data de nascimento. No entanto, ao contrário da Astrologia Ocidental, onde você pode ser um signo do zodíaco ocidental como Áries, Touro ou Gêmeos, na Astrologia Védica, você tem um signo com base na posição das estrelas no momento do seu nascimento.

Isso significa que, para calcular seu signo védico, é necessário consultar um astrólogo védico experiente que leva em consideração a posição precisa das estrelas no momento do nascimento. Essa precisão na determinação do signo é fundamental para uma interpretação precisa do seu mapa astrológico védico.

Astrologia Védica utiliza as estrelas e um sistema sideral

Astrologia Védica utiliza as estrelas e um sistema sideral para determinar os signos astrológicos. Fonte: Reprodução.

Signos na Astrologia Védica: características e personalidades

A Astrologia Védica, com sua abordagem única baseada nas estrelas, oferece uma visão profunda e perspicaz da personalidade e das características individuais associadas a cada signo.

A seguir, vamos ver quais são os 12 signos na Astrologia Védica e suas principais características:

  1. Mesha (14/04 a 13/05): pessoas originais e determinadas, regidas por Marte, são comunicativas e líderes naturais.
  2. Vrishabha (14/05 a 13/06): buscam independência, valorizam coisas sólidas e duráveis, regidos por Vênus, são emocionais.
  3. Mithuna (14/06 a 14/07): sonhadoras e espiritualizadas, com um gênio forte, regidas por Mercúrio.
  4. Karkataka (15/07 a 15/08): sensíveis, envolventes e justas, são regidas pela Lua e têm intuição aguçada.
  5. Simha (16/08 a 15/09): líderes natos, persistentes e apaixonados, regidos pelo Sol, são energéticos.
  6. Kanya (16/09 a 15/10): dedicados, inteligentes e sensíveis, apaixonados em tudo que fazem, regidos por Mercúrio.
  7. Thula (16/10 a 14/11): justiceiros, gentis e intuitivos, têm um forte sexto sentido.
  8. Vrishkha (15/11 a 14/12): autoconfiantes, orgulhosos e aventureiros, regidos por Marte, buscam desafios.
  9. Dhanus (15/12 a 14/01): otimistas, alto astral e amantes da natureza, regidos por Júpiter.
  10. Makara (15/01 a 12/02): simpáticos e generosos, valorizam a honestidade.
  11. Khumba (13/02 a 12/03): independentes, líderes naturais e amantes de viagens.
  12. Meena (13/03 a 13/04): sentimentais, emocionais e valorizam conexões interpessoais, regidos por Júpiter.

Compreendendo os signos na Astrologia Védica e suas características únicas, mergulhamos em um universo fascinante de autoconhecimento e orientação. Essa antiga prática nos lembra da interligação entre os elementos cósmicos e nossa jornada pessoal, oferecendo conhecimentos valiosos para aqueles que buscam compreender melhor a si mesmos e suas vidas.

Signos na Astrologia Védica

Signos na astrologia védica. FONTE: Tumblr/Reprodução

É o estudo das estrelas e planetas

A Astrologia védica é um antigo sistema de conhecimento indiano que utiliza o estudo das estrelas e planetas para compreender as influências cósmicas sobre os indivíduos. Ao analisar o carma e utilizar sete planetas regentes, é possível obter informações valiosas sobre diversos aspectos da vida, como relacionamentos, saúde e carreira. Então, aproveite essa oportunidade para diversificar as suas análises astrológicas!

Quer se conhecer melhor e desbloquear seu potencial máximo? Inicie a sua jornada de autodescoberta e crescimento com os cursos da HumaniAmor.

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!

0 comentários

Enviar um comentário

Loading...